BLOG

A importância da comissão de ética e compliance

Talvez você já tenha ouvido falar sobre comissão de ética, não é mesmo? Existem diversos mecanismos com o objetivo de controlar os comportamentos antiéticos nas instituições governamentais, mesmo que às vezes suas atividades cheguem a falhar. As empresas estão criando diversos setores voltados para a fiscalização, de modo que possa assegurar o cumprimento de normas, e punir as práticas indesejadas. E é exatamente esse o papel da comissão de ética e compliance, que podem ser adotadas pelo mundo corporativo.

Continue nos acompanhando e entenda melhor o que é a comissão ética e compliance, e a importância para o seu negócio.

Comissão Ética e Compliance: o que são?

Compliance

Primeiro, vamos falar sobre compliance.

Compliance é algo relativamente novo no Brasil, mas já é muito utilizado em outros países como Estados Unidos e Inglaterra, o que explica o termo em inglês comply, que significa seguir uma regra.

Após um tempo, esse conceito passou a ser usado para definir o setor das empresas na qual é responsável pelo zelo do cumprimento de normas, tanto internas quanto externas (regulamentos e leis, respectivamente).

Desta forma, compliance passou a ser o principal meio de regular as ações dos colaboradores, evitando o desvio de conduta e outros problemas que pudessem trazer consequências negativas para a empresa.

Comissão de ética

Com o crescimento e fortalecimento do compliance nas organizações privadas e governamentais, surgiu a necessidade de criar órgãos específicos para avaliar os casos antiéticos. E assim foi criada a comissão de ética, um grupo de pessoas escolhido para dar um parecer, ou julgar algum tipo de violação às normas que a empresa está sujeita.

A comissão pode ser formada pelos próprios colaboradores e membros da diretoria, mas isso vai ser de acordo com as necessidades da empresa. Também pode apresentar diferentes atribuições, conforme o que segue cada instituição.

Qual a importância de ambos?

A verdade é que, esses setores são os principais responsáveis por evitar que as empresas tenham maiores problemas, e são fundamentais para assegurar sua integridade, de modo que os riscos sejam identificados e prevenidos.

Atualmente, ter uma comissão de ética e compliance é também uma forma de aumentar a credibilidade dos produtos e serviços de uma empresa, de forma que consumidores, concorrentes e parceiros confiem em sua integridade e qualidade, afinal, é fato que as pessoas negociam muito mais com as organizações que prezam por transparência e bons resultados.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *