Menu
Logo da Etesco Construções

As dificuldades de Mobilidade Urbana na Periferia

Atualizado em 08/02/2022
Tempo de leitura: 3 min.

Imagina viver em uma cidade populosa, mas encontrar algumas dificuldades para se locomover de um lugar para o outro? Sim, isso acontece muito em regiões periféricas das grandes metrópoles, que enfrentam problemas de mobilidade urbana.

No post de hoje, vamos abordar as dificuldades de mobilidade urbana na periferia. Continue nos acompanhando para entender!

Mobilidade Urbana: o que é?

Antes de falarmos sobre as periferias, vamos relembrar um pouco sobre o que é a mobilidade urbana. 

Basicamente, esse é um conceito utilizado para falar sobre os deslocamentos que ocorrem em uma cidade, isto é, a capacidade que temos de nos locomover dentro de um espaço urbano.

Podemos ressaltar também que, nesse caso, não estamos falando apenas de carros, motocicletas ou outros veículos. Mas também de metrôs, trens, bikes e claro, dos pedestres.

Assim sendo, a mobilidade urbana envolve todos esses fatores e os meios utilizados para a locomoção. E para que tudo isso melhore, é necessário que um projeto entre em ação. 

Periferia e Mobilidade Urbana

É fato que a desigualdade social atinge as metrópoles e isso também inclui a mobilidade urbana, que se refere a maneira como os cidadãos se locomovem dentro da cidade.

Desta forma, é possível dizer que quanto menor a renda, maiores são as chances de viver em regiões mais afastadas, tornando mais difícil o acesso às oportunidades e serviços públicos.

Como consequência, o tempo de deslocamento se torna maior e as condições cada vez piores.

De acordo com estudos realizados na cidade de São Paulo, 63% dos paulistanos da periferia utilizam o transporte público para se locomover, sendo o ônibus o meio de maior acesso, seguido pelo metrô e pelo trem.

O estudo também mostrou que uma boa parte da população que utiliza o transporte público pertence às classes D e E, ou seja, possuem uma renda familiar mensal de até 2 salários mínimos, sendo os que mais enfrentam dificuldades de locomoção.

Com todos esses dados, ficou ainda mais claro que a população de cidades grandes, como São Paulo, por exemplo, apresenta muitos empecilhos para acessar o transporte público. 

Vale lembrar que alguns lugares da periferia não possuem nem mesmo linhas de ônibus suficientes para atender os cidadãos.

Como melhorar a Mobilidade Urbana na Periferia?

Para que uma cidade seja melhor estruturada e assim o trânsito flua de maneira natural, incluindo as periferias, a mobilidade urbana precisa passar por um processo de melhoria, considerando todos os agentes do espaço urbano.

O Institute for Transportation and Development Policy (ITDP) foi o responsável por desenvolver um relatório com uma série de princípios considerados como essenciais para o planejamento de uma mobilidade urbana mais eficaz, ressaltando a ideia de um transporte público que consiga atender a demanda populacional.

No ano de 2012, foi aprovada a Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) por meio da lei 12.587, determinando que os municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes elaborem um plano de mobilidade urbana compatível com o plano do governante.

Após a lei entrar em vigor, foi firmado um prazo de seis anos. Porém, houveram mudanças na legislação. Mas, o que importa realmente é saber que existe um padrão a ser seguido e que leva em consideração a elaboração de projetos eficientes de mobilidade urbana.

E por falar em projeto, o PerifaSul 2050 é um projeto idealizado pela fundação ABH, que foi iniciado em fevereiro de 2021. A intenção é discutir alguns temas e não apenas isso, também conscientizar sobre as dificuldades e a importância de melhorar a mobilidade urbana nas periferias.

Gostou do conteúdo? O que acha da melhoria da mobilidade urbana nas periferias? Conte pra gente!

Deixe um comentário e compartilhe em suas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Os aditivos para concreto são utilizados para melhorar a resistência e maleabilidade do concreto, que é composto por água, cimento e agregados. ENTENDA MELHOR!
Ler Mais
A NBR 15575 é uma norma que envolve o desempenho de edificações e visa estabelecer um alto padrão de qualidade para todos os projetos. Entenda o principal objetivo!
Ler Mais
1 2 3 57

© ETESCO, 2022. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Surya Marketing Digital.