BLOG

Como funciona a construção de rodovias? Entenda!

Rodovias são vias pavimentadas, destinadas ao tráfego de veículos de pequeno e grande porte, que se estendem por diversas regiões do país. Mas, você já parou para pensar como é feita a construção de rodovias?

A imagem mostra uma rodovia construida.

Esse é o tema do nosso post de hoje. Continue nos acompanhando para descobrir como funciona esse processo!

O que é gestão estratégia? Entenda esse conceito clicando aqui!

As três fases da construção de rodovias

Para que uma rodovia seja construída, existem muitos detalhes a serem levados em consideração, como por exemplo, estudos prévios e até a escolha dos produtos asfálticos que serão utilizados.

Basicamente, o processo de construção de rodovias é dividido em três fases, sendo elas: planejamento, projeto e construção.

Planejamento

Durante a fase de planejamento, é realizado o cálculo do volume, densidade e velocidade do tráfego, bem como os tipos de veículos e tamanhos que irão compor o trânsito nas rodovias.

Também é avaliada a densidade demográfica de cada região e o tipo de economia, além de um estudo referente as horas de maior tráfego, as chances de engarrafamentos, acidentes e os custos para a construção e manutenção.

Todas as informações coletadas até aqui são utilizadas na fase seguinte, ou seja, no projeto.

Projeto

O projeto consiste basicamente no desenho da planta da estrada, mais precisamente de seu perfil transversal e longitudinal, dimensionamento e elaboração de orçamento da obra.

Essa fase dependerá muito da experiência e perícia de engenheiros, para localizar rampas suaves em um terreno natural, sem que exista um grande afastamento do curso teórico entre os pontos.

Em geral, a planta de uma rodovia consiste em diversos segmentos retos relacionados a curvas.

Construção

Na fase de construção, o projeto é colocado em prática. Mas, para isso, é necessário o auxílio de uma equipe especializada, além de materiais de qualidade para que a obra consiga suportar o peso dos veículos.

O perfil longitudinal de uma rodovia é composto por uma sucessão de rampas e declives, sempre condicionados pela topografia que o terreno apresenta. As rampas e declives raramente conseguem exceder a inclinação.

Já o perfil transversal é formado por uma pista, sendo ela pavimentada e protegida por acostamentos laterais. A pista pode apresentar uma largura entre 2,5 m em estradas secundárias e nas rodovias principais, 12 ou 18 metros.

O pavimento é a superfície lisa impermeável por onde os veículos irão circular. Ele é composto por duas partes: a primeira é a camada de fundação, que serve como um alicerce. E a segunda recebe o nome de desgaste, disposta por cima da primeira para formar a superfície.

A camada de fundação é responsável por oferecer resistência às cargas verticais. Assim sendo, ela se distribui por uma área onde a extensão varia de acordo com a consistência que o solo apresenta.

Por sua vez, a camada de desgaste precisa ser resistente às cargas verticais e também ao desgaste, aspereza e superfície plana para que as derrapagens sejam evitadas. Um dos efeitos mais combatidos é o desgaste provocado pelas rodas durante o tráfego.

Entre os principais tipos de pavimento de desgaste podemos destacar: o macadame ordinário, revestido por uma camada de betuminosa, paralelepípedos, placas de rocha dura, concreto, entre outros.

E a manutenção?

Após a pavimentação e a abertura da estrada, de acordo com as especificações do projeto, é feita uma demarcação e sinalização da rodovia para orientar os motoristas com relação aos limites de velocidade de cada trecho, distâncias, entradas e saídas de determinados locais.

Geralmente, a obra é finalizada com a arborização e outros diversos acabamentos relacionados a paisagens.

A manutenção da estrada fica a cargo dos órgãos públicos, ou seja, tudo deve ser supervisionado por eles de maneira permanente, sem interferir muito no fluxo do tráfego.

Vale lembrar que essa continua sendo uma das atividades mais importantes e essenciais para a infraestrutura do país.

O que é terraplanagem e qual sua finalidade? Clique aqui e saiba mais!

Você já conhecia esse processo de construção das rodovias? Conte-nos nos comentários abaixo!

E não esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Até o próximo conteúdo!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *