Logo da Etesco Construções
Menu

Conheça a tecnologia usada no processo de escavação

Atualizado em 12/07/2021
Tempo de leitura: 2 min.

A escavação consiste na remoção de uma quantidade de terra de um determinado local, preparando o terreno para a terraplanagem ou construção. E você sabia que existe uma tecnologia usada no processo de escavação?

A imagem mostra uma escavadeira em um terreno.

No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre este assunto. Continue nos acompanhando!

Escavação subterrânea

Os túneis e outras escavações subterrâneas vem se tornando cada vez mais comuns e com isso, são também muito recomendados, uma vez que permitem a otimização de espaço em áreas urbanas (atravessar regiões montanhosas) e o acesso a mineração.

Ao longo do tempo, foram surgindo novos métodos construtivos e tecnologias para auxiliar no processo de escavação, evitando assim possíveis colapsos ou acidentes. A seguir, vamos destacar a principal tecnologia usada no processo de escavação.

Tecnologia Shield

Mais conhecido como ‘tatuzão’, por ser uma escavadeira gigante com frente balanceada de terra, o Shield é uma tecnologia construtiva, considerada como uma das mais seguras e eficientes da engenharia na atualidade.

Essa tecnologia, que além de escavar em maior quantidade, também instala anéis de concreto para formar os túneis, já se tornou uma referência mundial.

Seu principal objetivo é aumentar a produtividade nas escavações de túneis e demais áreas subterrâneas com obras de grande porte.

Dependendo do modelo utilizado, o Shield pode perfurar de 12 a 15 metros por dia, escavando uma extensão de mais de 4,8 quilômetros.

Um dos modelos mais eficientes do Shield é o EPB (Earth Pressure Balanced) com capacidade para executar até 15 metros em um dia. Sua roda de corte gira quatro vezes por minuto, removendo cerca de 4.300 toneladas de solo por dia.

Com o tempo, o Shield foi evoluindo e atualmente, se desdobra em diversos outros tipos de máquinas tuneladoras, como o TBM (Tunnel Boring Machines).

Uma das vantagens desse sistema é o menor impacto que oferece para a superfície quando a escavação é feita em solo. Isto porque é um equipamento que entrega uma parte civil do túnel já pronta e impermeável.

Assim sendo, não são necessárias escavações mecanizadas ou aberturas de valas pela superfície.
Além disso, ao mesmo tempo em que perfura o solo, o equipamento faz o processo de cravação de tubos, perfurando e levando o material escavado para o descarte.

Comparada ao método convencional, a tuneladora chega a ser oito vezes mais ágil, dependendo da geologia, em túneis em solo. No caso de túneis em rocha, a tuneladora é cinco vezes mais rápida.

Vale lembrar que todas as estruturas escavadas podem sofrer com pequenas deformações ou recalque. Porém, isso não chega a comprometer o projeto, nem oferece riscos de infiltrações.

E para acompanhar esse tipo de obra, sempre existe uma equipe de geólogos que pode auxiliar no avanço das operações, informando sobre as condições do solo.

Agora que você já conhece a tecnologia usada no processo de escavação, conte-nos a sua opinião sobre esse método.

Comente abaixo e compartilhe em suas redes sociais! Até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O BIM é usado para auxiliar no planejamento do projeto de uma obra. Confira o que é o BIM e qual sua importância para o desenvolvimento de uma obra de construção civil.
Ler Mais
Os pré-moldados são uma opção para projetos de construção civil. Descubra quais são as vantagens deles para entender por que vale a pena escolher.
Ler Mais
1 2 3 41
© ETESCO, 2021. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por SuryaMKT
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram