BLOG

Conheça os principais tipos de compliance e seus benefícios

Compliance é um termo derivado do inglês ‘to comply’, que significa estar em conformidade. Na prática, o compliance visa proporcionar segurança e minimizar os riscos de uma empresa, garantindo o cumprimento de atos, normas, leis, entre outros.

A imagem mostra uma pessoa fazendo planejamentos.

Mas, quais são os tipos de compliance existentes? No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre isso. Acompanhe!

Características do compliance

Nos últimos tempos, acompanhamos no Brasil e no resto do mundo, um nível elevado de corrupção em diversos segmentos.

Por isso, muitas empresas acabam tendo sua imagem prejudicada, e a reputação fragilizada, por ter o seu envolvimento comprovado nesse tipo de ação.

Desta forma, podemos dizer que a necessidade de conhecer, implementar e praticar o compliance surge por conta dessa realidade, que afeta as empresas de todos os portes e segmentos.

Conforme dissemos, então, o objetivo do compliance é que a empresa esteja em conformidade com leis e regulamentos. Na verdade, tanto a organização, quanto os colaboradores, incluindo fornecedores, precisam estar de acordo com as regras.

Portanto, a área de compliance abrange as regras, políticas e controles internos e externos que a empresa precisa compreender e se adequar. Além disso, também devem garantir o fiel cumprimento dos mais diversos instrumentos normativos internos.

5 principais tipos de compliance

Quando falamos em compliance, associamos com as técnicas e estratégias utilizadas por um negócio, para atuar de acordo com a legislação do país.

Então, seja qual for o ramo de atuação, é importante agir conforme o regulamento, tanto interno quanto externo, para mantê-la com uma boa reputação no mercado.

De modo geral, a atividade de compliance precisa ir além das normas ou políticas, para aumentar o nível de conhecimento e melhorar os resultados.

Existem alguns tipos de compliance, e vamos destacar os 5 principais a seguir.

Compliance ambiental

As empresas e consumidores estão sempre atentos aos riscos que as ações humanas podem gerar para o ambiente. É justamente neste cenário que o compliance ambiental atua. Ele é responsável por colocar a organização em harmonia com a natureza.

Uma empresa demonstra seriedade quando fica mais atenta a questões como essas, e passa a monitorar de perto os riscos e danos que pode causar para a natureza, se tornando essencial para um mundo sustentável.

Regras de segurança no trabalho e saúde

Esse é o segundo tipo de compliance que abordaremos por aqui. O que podemos dizer é que essa é mais uma das responsabilidades que um gestor tem em mãos.

Isto porque, é muito importante proporcionar um ambiente de trabalho saudável para todos. Além de ser mais seguro e produtivo, evitando acidentes ou trabalho acima dos limites legais.

Compliance anticorrupção

Hoje em dia, muito se fala sobre corrupção. Por isso, é necessário que a empresa seja responsável por seus colaboradores, e elabore um plano de ação para manter controles internos de forma rigorosa e precisa, identificando assim qualquer processo que seja de má fé.

O controle de qualidade

Talvez você já conheça o perfil do consumidor moderno, não é? E esse perfil veio sofrendo alterações ao longo do tempo. Antes, era possível observar uma preocupação maior com a economia.

Já o novo consumidor se preocupa mais com a qualidade dos produtos e serviços que adquire. Por isso, é importante que as empresas se preocupem com a entrega de um produto ou serviço, e que possa atender as expectativas do cliente.

Esse é um tipo de compliance fundamental para que a empresa encontre o seu diferencial no mercado.

Responsabilidade social

Também é necessário se preocupar com os impactos da sua empresa na sociedade onde atua. Então, é importante começar a adotar um olhar mais crítico para isso, pois todo empreendimento apresenta responsabilidade social, e ela deve ser muito bem cumprida.

A importância do compliance

Afirmar que a empresa está em compliance estratégico é, por si só, uma ótima estratégia, algo considerado como fundamental para os negócios. E isto significa que existe transparência em um elevado grau de maturidade na gestão.

Além disso, a empresa pode mostrar que os gestores e suas equipes dominam bem os processos e os procedimentos, e que tudo está sendo executado em conformidade política, comercial, trabalhista, comportamental e contratual.

Quando a empresa não está em compliance, ela corre grandes riscos, de forma desnecessária. E isso poderá levá-la a perdas financeiras, patrimoniais, entre outros. Daí a importância de implementar um programa de compliance.

Afinal, ele ajudará a refletir e mudar a gestão, ajustando a forma como as informações são tratadas, e a maneira como os colaboradores se comportam, visando o nível de excelência nestas questões.

Você já conhecia os tipos de compliance? Conte-nos nos comentários! E não esqueça de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais! Até o próximo post!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *