BLOG

Logística reversa: como funciona e quais as vantagens?

Você sabe o que é logística reversa? Iremos explicar para você!

O aumento da população nas cidades grandes acaba trazendo consigo uma grande quantidade de resíduos sólidos urbanos, e na maioria das vezes, o gerenciamento desse lixo é realizado de forma incorreta.

Esse desperdício de resíduos passíveis de reciclagem ou reaproveitamento é bastante comum, e muitos acabam em aterros e lixões, até mesmo prejudicando a natureza.

Por este motivo, foi criada uma política pública e empresarial chamada logística reversa.

A Lei da logística reversa

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Lei nº 12.305/10, dispõe dos princípios, objetivos e instrumentos relacionados com o manejo de resíduos sólidos, assim como as diretrizes relativas ao gerenciamento desse material.

De acordo com a lei, a responsabilidade sobre o produto caberá aos comerciantes, fabricantes, importadores, distribuidores, cidadãos e titulares dos serviços de limpeza, e também do manejo dos resíduos sólidos.

Isso significa que as empresas, obrigatoriamente, devem aceitar o retorno de seus produtos descartados, e se responsabilizarem também pelo destino que esses itens terão.

Além disso, a lei define a logística reversa como sendo um ‘instrumento’ de desenvolvimento econômico e social, caracterizado por um conjunto de ações, meios e procedimentos destinados a viabilizar a coleta de resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento.

Esse processo divide a responsabilidade de adequação de resíduos com o consumidor e o estado, num contexto onde todos têm a responsabilidade de participar da devolução, reciclagem e destinação adequada de determinados produtos.

 

O procedimento de logística reversa

Atualmente, a logística reversa pode ser utilizada para as mais diversas necessidades. Produtos que estão danificados e são devolvidos ao fabricante, pedidos incorretos ou por expiração de mercadorias perecíveis, são alguns casos onde a cadeia de suprimentos é colocada para processar o retorno dos pedidos ao fabricante.

Existem então duas possibilidades: a empresa oferecer meios para que o próprio consumidor dê um fim adequado ao produto, ou solicitar que ele seja devolvido para a companhia.

 

Vantagens da logística reversa

Os projetos que visam manter o equilíbrio entre natureza e atividades empresariais resultam em diversos benefícios para as empresas que desejam aproveitar essa oportunidade. Entre as vantagens da logística reversa, estão:

 

Minimização do impacto ambiental

A reutilização de materiais em processos de produção ajuda a evitar a necessidade de exploração de novas matérias prima, e exige o uso menor de energia elétrica, convertendo-se em benefícios para a sociedade.

 

Melhora na imagem da empresa diante do cliente

Além de melhorar a imagem da empresa, e deixar o cliente ainda mais satisfeito, a logística reversa também oferece vantagens competitivas, uma vez que os clientes terão cada vez mais interesse pela empresa que está comprometida com os cuidados com o meio ambiente.

 

Descobrimento de novas soluções para os materiais reutilizados

Isso ajuda a recuperar o valor econômico de artigos antigos, que já tenham sido descartados, e permite explorar novos mercados, como por exemplo, em lojas outlets, especializadas em vender produtos de uma temporada anterior, ou com defeitos pequenos, mas por um preço inferior.

 

Controle de estoque

A logística reversa favorece uma organização maior do estoque, pois evita o armazenamento de produtos que já estão fora de uso, e minimiza a possibilidade de erros.

Todas as vantagens acima repercutem de forma positiva na redução dos custos e no aumento do lucro das empresas.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *