BLOG

O que é um seguro de obra e qual a sua importância?

Não importa a quantidade de planos que os engenheiros façam, ou o quanto a equipe do canteiro de obras seja eficiente, sempre haverá o risco de alguma coisa sair errada enquanto a obra está acontecendo, o que acaba expondo o proprietário e os profissionais a quantias financeiras muito altas, principalmente em casos onde é preciso ressarcir os prejuízos.

Mas, existe uma solução para esse tipo de problema. Estamos falando sobre o seguro de obra, que pode garantir o sucesso do empreendimento se algo der errado. Continuem lendo este artigo, pois explicaremos um pouco mais sobre este assunto.

Seguro de obra: definição

O objetivo do seguro de obra é basicamente o mesmo de outras formas de seguro, como o de automóveis e o de vida, por exemplo. A ideia principal é que, se algum imprevisto acontecer e comprometer a obra, a seguradora ofereça recursos financeiros para poder cobrir o prejuízo.

Entre os problemas que podem acontecer, estão: desastres naturais, acidentes de trabalho, falhas nos equipamentos, entre outros. Cada um deles pode causar prejuízos materiais imensos ao projeto inteiro, além de danos físicos aos trabalhadores. Caso tudo isso aconteça, bastará recorrer ao seguro de obra.

A importância e os motivos para contratar o seguro de obra

Todos os profissionais da construção civil sabem que esse é um setor que envolve muitos riscos. O trabalho muitas vezes é feito em altura, com maquinário pesado e objetos cortantes, que são apenas algumas vulnerabilidades.

Provavelmente você se pergunte se vale mesmo a pena fazer um seguro de obra. E é possível dizer que sim, vale muito, afinal, não importa há quanto tempo a empresa está neste segmento, e mesmo que nenhum acidente tenha ocorrido, é bom prevenir.

Existem três principais motivos para que uma empresa não deixe de fazer um seguro para a obra, sendo eles:

1 – Manter o empreendimento

Imagine que, no meio de um projeto, após milhões de reais investidos, acontece um acidente no canteiro de obras. Apesar de não haver nenhum ferido, uma boa parte do trabalho acaba sendo arruinada. Então, deve-se pensar que, dependendo das condições financeiras da empresa, a obra se torna inviável, então se houver um seguro com as coberturas necessárias, o projeto poderá continuar e render lucros.

2 – Proteger a empresa de grandes prejuízos

Pensando em outra situação, mas similar ao exemplo acima, a construtora está fazendo um projeto em parceria com outra empresa, e de repente ocorre um acidente de trabalho. A responsabilidade de arcar com os danos será da própria empresa contratante. Se não houver um seguro, isso dificilmente terminará de outra forma que não seja uma possível briga na justiça, além dos gastos com advogados.

3 – Cumprir a legislação

Para evitar problemas como os já citados e outros que poderão surgir, a lei exige que seja contratado um seguro de obra, em muitos casos, que possa blindar o empreendimento e os que estiverem envolvidos nele.

Em resumo, deixar de contratar um seguro seria algo imprudente, não apenas pelos riscos, mas também por colocar a empresa em problemas judiciais.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *