Menu
Logo da Etesco Construções

Orçamento de Obra: como fazer?

Atualizado em 19/04/2022
Tempo de leitura: 3 min.

Orçamento de obra é um documento que determina o valor que será gasto na execução de um projeto, envolvendo os custos do início até o fim da construção. 

Quer saber um pouco mais sobre esse assunto e como fazer um orçamento de obra? Continue nos acompanhando!

Por que elaborar um Orçamento de Obra?

O orçamento é uma das partes mais importantes de qualquer projeto de obra, uma vez que, para obter o preço-base, ele se faz necessário.

Basicamente, ele engloba o valor final do custo e o lucro, definindo a viabilidade da realização da obra. Sem essa estimativa, as chances de faltar verba para concluir os serviços e atrasar a entrega do projeto, são maiores.

Para um bom orçamento de obra, é necessário ter um número relevante de dados e conhecimento detalhado sobre cada um dos métodos utilizados na construção. Afinal, não é possível realizar um cálculo de confiança se uma parte dos insumos não estiverem com suas especificações definidas.

Em diferentes construtoras, muitas vezes, os custos podem ser distintos para um único projeto, não apenas pela diferença em termos de materiais, mas pela variedade de técnicas e preço de mão de obra.

Desta forma, então, quando o orçamento é feito de maneira correta, as empresas e clientes não saem no prejuízo.

Elaboração do Orçamento de Obra

Antes do passo a passo, vamos explorar as três fases principais relacionadas com a elaboração do orçamento. Listamos abaixo: 

Análise

Nessa fase, a quantidade de profissionais que estão envolvidos dependerá muito do tamanho e complexidade do projeto. Porém, deve-se sempre ter um arquiteto e um engenheiro integrando a equipe.

É necessário avaliar a viabilidade da obra, considerando alguns fatores como por exemplo, o que será construído e onde será o local. Além disso, deve-se estar atento ao projeto, verificando se está de acordo com as leis vigentes.

Documentos

Essa é a etapa onde a documentação deve ser estudada, bem como os possíveis custos para aprovação. 

É fundamental ter uma lista com as informações necessárias e os responsáveis pelo projeto podem, até mesmo, elaborar a papelada com antecedência.

Tomada de decisão

Nesse momento, o potencial do empreendimento é determinado. Deve ser calculado o tempo médio de finalização da obra, além de possíveis atrasos.

Com esses dados, deve ser feita uma previsão de mercado imobiliário para quando o projeto for concluído, já que ele pode estar, ou não, em alta.

Uma obra pode durar meses ou até anos, então, algumas estimativas de custo devem ser acertadas de maneira mais precisa, uma vez que alguns dos valores podem variar com o passar o tempo.

Fases do Orçamento de Obra

Agora vamos falar do orçamento de obra na prática. Existem algumas etapas para que ele seja elaborado de maneira correta, sendo elas:

Estudos variáveis

Levantamento de informações disponíveis da construção e de tudo que possa gerar custos, incluindo profissionais responsáveis pelo projeto, os materiais, documentos, entre outros.

Depois que esses dados forem obtidos, é necessário organizá-los. O meio mais comum para a organização é através de planilhas ou tabelas. É importante que cada etapa seja descrita de maneira específica.

Compor os custos

Em uma obra, existem os custos diretos e os indiretos. Os diretos são associados com serviços no canteiro de obras, com os materiais e mão de obra dos colaboradores. Geralmente, englobam dados em forma de verba.

Por sua vez, as despesas indiretas são os gastos com funcionários em serviços administrativos, taxas e seguros.

Com esses serviços listados, o engenheiro deve fazer o cálculo quantitativo de tudo o que a construção precisará. Essa é uma das fases mais trabalhosas do orçamento, pois requer um cuidado especial e não pode ter erros. 

Fechamento do orçamento

Com o orçamento quase todo pronto, o construtor deve pensar na lucratividade que deseja receber, considerando os aspectos de riscos, concorrência e mercado imobiliário. O BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) deve ser calculado. 

Ao final, deve ser apresentada uma planilha contendo todos os dados e custos, incluindo o lucro desejado. Pode ser apresentado um cronograma detalhando o tempo de execução e os valores.

Por fim, podemos dizer que mesmo sendo uma parte mais complexa, o orçamento de obra é um item indispensável na construção civil e atualmente, existem tecnologias que auxiliam em sua produção, tornando o processo mais eficiente.

Agora conte-nos: Já produziu algum orçamento de obra? Sabia de todas essas etapas na elaboração? 

Deixe um comentário abaixo e compartilhe o conteúdo! Até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Os aditivos para concreto são utilizados para melhorar a resistência e maleabilidade do concreto, que é composto por água, cimento e agregados. ENTENDA MELHOR!
Ler Mais
A NBR 15575 é uma norma que envolve o desempenho de edificações e visa estabelecer um alto padrão de qualidade para todos os projetos. Entenda o principal objetivo!
Ler Mais
1 2 3 57

© ETESCO, 2022. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Surya Marketing Digital.