BLOG

Plataformas de perfuração: o que é um navio sonda?

Algumas jazidas de petróleo estão localizadas nas camadas mais próximas da superfície terrestre. Mas, também existem aquelas mais profundas, onde precisam de uma estrutura por frações para atingir a região.

Para explorar essas jazidas marítimas é necessário que o equipamento utilizado ultrapasse toda a camada de água que chega ao fundo mar e do oceano, para que assim seja feita a perfuração.

Neste caso, as plataformas terrestres não apresentam todo esse potencial, e então são utilizados navios sonda. Você sabe o que é um navio sonda? Continue lendo este artigo para entender de que maneira é possível alcançar os poços submarinos de petróleo. Acompanhe!

A função do navio sonda

São diferentes tipos de plataformas de perfuração que podem ser utilizados para a produção de petróleo, mas, como nem todas conseguem atingir as jazidas, principalmente por estarem localizadas em águas profundas, surgiram novos equipamentos e também técnicas específicas para a realização dessas perfurações. E entre essas novas opções de equipamentos, o navio sonda é uma das principais.

Quando nos referimos às plataformas do tipo navio sonda, estamos falando sobre algo projetado para fazer a perfuração dos poços submarinos, que pode ultrapassar uma lâmina d´água com mais de 2.000 m.

A torre de perfuração do navio sonda fica localizada em seu centro. Existe uma abertura no casco, que possibilita a passagem da coluna de perfuração, onde são montados os componentes que são utilizados na operação.

O casco é como se fosse o navio, com a vantagem de conseguir operar sem o suporte de barcos de apoio ou de serviço. Desta forma, a lâmina d´água é transposta, e o equipamento atinge o fundo do mar e começa a sua perfuração até chegar a jazida de petróleo.

Navio sonda: outras características

No mar, é possível encontrar uma grande turbulência em função das ondas e ventos, e mesmo assim o navio sonda consegue manter a sua estabilidade, fazendo com que as operações sejam um sucesso. Isso porque ele apresenta um sistema de posicionamento que é composto por propulsores, sensores acústicos e computadores.

Todo esse equipamento, com a tecnologia cada dia mais moderna, consegue anular o efeito provocado pelas correntes, ondas e vento, e assim o navio não é deslocado da sua posição.

Desta forma, fica claro que as plataformas de perfuração do tipo navio sonda apresentam vantagens para a produção de petróleo, além de permitirem explorar os poços submarinos mais profundos, também possuem uma grande capacidade de estocagem, e assim uma autonomia maior.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *