Menu
Logo da Etesco Construções

Relatório Diário de Obra (RDO): como fazer?

Atualizado em 15/03/2022
Tempo de leitura: 2 min.

O relatório diário de obra, conhecido também como RDO, é um documento elaborado pelas construtoras para registrar ocorrências e outros dados que possam impactar diretamente o projeto.

No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre esse assunto. Se você quer saber como é feito um RDO, continue nos acompanhando!

A composição do Relatório Diário de Obra

Você já deve ter visto no canteiro de obras um engenheiro ou técnico fazendo anotações em uma prancheta, não é mesmo? Muito provavelmente, ele estava elaborando o relatório diário de obra.

Esse relatório é uma espécie de documento, que serve para registrar as falhas ou qualquer tipo de problema que a equipe enfrenta durante uma construção, auxiliando na organização e melhoria da rotina de trabalho de todos os envolvidos.

Mesmo parecendo algo ‘chato’ de ser elaborado, essa é uma ferramenta que já vem sendo utilizada na construção civil e costuma ser bastante vantajosa.

Também é muito comum que o relatório seja preenchido de três maneiras: para a construtora, para o canteiro de obras e para o cliente. Desta forma, todos conseguem saber o que está acontecendo e o cliente garante confiança no trabalho executado.

Quais as vantagens do Relatório Diário de Obras?

Conforme dissemos, o documento pode gerar diversas vantagens, pois além de comprovar as atividades, também garante a transparência de todo o trabalho. Entre as principais vantagens do RDO, podemos destacar: 

Organização

O cronograma de entrega do projeto se tornará mais organizado, contendo informações relevantes e necessárias para a avaliação.

Imprevisto

Podem ser relatados problemas nos equipamentos ou más condições climáticas, sendo justificativas para o atraso da entrega da obra.

Avaliações (H3)

Com o acompanhamento dos serviços realizados na obra, é possível avaliar também a qualidade do trabalho feito por todos colaboradores.

Prevenção

Com os registros feitos no RDO fica mais fácil criar iniciativas ou outros meios de prevenir acidentes no canteiro de obras, ou fazer com que eles não se repitam, caso já tenham ocorrido.

É importante lembrar que, quanto mais detalhadas as informações no relatório diário, maiores serão as chances de a construtora aproveitar essas vantagens.

Preenchendo o relatório diário de obra

O preenchimento incompleto é um dos principais problemas na hora de elaborar o relatório diário de obra. Mas, existem alguns meios de fazer com que isso não aconteça.

Por exemplo, o relatório deve ser completamente preenchido até o final do dia, detalhando o número de pessoas que estavam trabalhando na obra e especificando os materiais, equipamentos e as condições de trabalho.

Na verdade, não existe um modelo padronizado a ser seguido, pois cada construtora pode adotar o seu próprio modelo de RDO. Enquanto alguns preferem planilhas, outras fazem o preenchimento à mão. O importante é ter todas as informações bem detalhadas.

Você já utiliza esse método durante os seus projetos? Conte-nos nos comentários!

Compartilhe o conteúdo em suas redes sociais. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 10 / 05 / 22
CREA é a sigla para Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, responsável pela fiscalização e regulamentação de atividades nessas áreas. Entenda como funciona!
Ler Mais
 | 29 / 04 / 22
A NR 18 é a norma regulamentadora que estabelece diretrizes de organização no canteiro de obras, pensando na saúde e segurança do
Ler Mais
1 2 3 17

© ETESCO, 2022. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Surya Marketing Digital.