Menu
Logo da Etesco Construções

Sustentabilidade: como reduzir os impactos ambientais na Construção Civil?

Atualizado em 28/06/2022
Tempo de leitura: 3 min.

A construção civil é um setor que movimenta bastante a economia, sendo responsável por novos empregos e por melhorar a infraestrutura. Mas, essa também é uma atividade que apresenta pontos negativos, como o uso de muitos recursos naturais no canteiro de obras, impactando na sustentabilidade.

Fonte: simpson33 | Canva

No post de hoje, vamos falar sobre esse assunto e você vai descobrir se é possível reduzir esses impactos ambientais. Continue nos acompanhando!

Afinal, o que é Sustentabilidade?

A palavra sustentável vem de apoiar ou cuidar. Assim sendo, podemos dizer que a sustentabilidade é caracterizada como ações que podem ser praticadas diariamente, ou seja, atividades focadas na preservação da natureza.

Existem três áreas que a compõem, sendo elas a social, a ambiental e a econômica. Cada uma delas deve ser aplicada de maneira integrada, garantindo que os impactos sejam positivos tanto na saúde, quanto na educação, na natureza, entre outros.

No caso da construção civil, quando colocada em prática, a sustentabilidade visa preservar a natureza e os recursos que não são renováveis, utilizando-os de maneira mais consciente.

Quais as vantagens da Sustentabilidade para a Construção Civil?

Conforme dissemos, a construção civil é uma área da engenharia que gera muitos resíduos, ou melhor, entulhos, além dos bens não renováveis.

Desta forma, então, quando as técnicas sustentáveis são aderidas pelas construtoras, elas oferecem vantagens muito boas para todos os que estiverem envolvidos. Um exemplo disso são os fatores econômicos, que giram desde o planejamento até o final da obra

Outra vantagem de uma construtora adotar práticas sustentáveis também possui relação com a sua imagem, uma vez que a empresa se torna cada vez mais valorizada na sociedade e pelos seus clientes, por promover impactos positivos para o meio ambiente e apresentar responsabilidade ambiental.

Práticas para reduzir os impactos ambientais

Em um projeto de obras podem haver muitas mudanças no solo, na área de vegetação, grandes quantidades de resíduos, poluição sonora, entre outros. Mas, também existem algumas medidas para serem tomadas e que podem ajudar a reduzir esses impactos negativos. Separamos as principais e explicaremos a seguir.

Uso de materiais ecológicos

Esse é um dos princípios fundamentais de uma construção sustentável. Podem ser utilizados materiais como madeira de reflorestamento, plástico reciclado, concreto reciclado a partir da demolição de outras edificações, entre vários outros. 

São diversas as opções para utilizar durante a obra e criar um ambiente de trabalho sustentável.

Garantir o licenciamento ambiental

Esse tipo de licença é obrigatório e deve ser garantido antes de iniciar qualquer tipo de projeto de obras. Através do licenciamento ambiental é realizada uma verificação de viabilidade do empreendimento, bem como o controle, prevenção e monitoramento dos possíveis impactos ambientais.

Quando a licença é solicitada, os órgãos públicos podem pedir documentos como o Relatório de Controle Ambiental (RCA) e o Estudo de Impacto Ambiental (EIA). É importante estar preparado! 

Manter a gestão de resíduos

O CONAMA 307/2002 estabelece critérios e diretrizes para que seja mantida a gestão e resíduos, ou seja, de materiais como plásticos, solventes, madeiras, tintas e outros acumulados no canteiro de obras. Também pode ser feito um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) focado na reciclagem de materiais de construção.

Aproveitamento de água

Dentro do conceito de construção sustentável, a água pode ser muito bem aproveitada. Por exemplo, quando chover ela pode ser estocada facilmente em alguma cisterna ou caixas. O uso de um encanamento maior também pode ajudar a evitar o desperdício da água.

Providenciar a certificação ambiental

Outra alternativa para as construtoras são as certificações ambientais que estão relacionadas como diferenciais em licitações. Em geral, a LEED é a mais utilizada. Ela é responsável por testar e avaliar a qualidade do trabalho, além de analisar os gases de efeito estufa e a eficiência hídrica e de energia.

Vale ressaltar que cada uma dessas práticas deve exigir conhecimento técnico e devem ser reconhecidas por leis municipais, federais (relacionadas ao meio ambiente) e estaduais.

Você já conhecia essas práticas sustentáveis? Deixe um comentário abaixo e aproveite para compartilhar o conteúdo de hoje! Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 15 / 07 / 22
A construção civil é uma das áreas com maior probabilidade de gerar impactos ambientais, algo que pode ser minimizado com a implementação do sistema ESG. ENTENDA MELHOR!
Ler Mais
ISO 14001 ou Sistema de Gestão Ambiental (SGA) é uma certificação que estabelece diretrizes para que uma empresa contribua com a proteção ambiental. ENTENDA MELHOR!
Ler Mais
1 2 3 10

© ETESCO, 2022. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Surya Marketing Digital.