BLOG

Tipos de pavimentos para as vias públicas

Você já deve ter reparado que nem todas as ruas são iguais, e dependendo do bairro ou cidade, os materiais que fazem parte da composição do asfalto são bastante variados. Compreender os diferentes tipos de pavimentos para vias públicas, e escolher o ideal, requer uma avaliação específica.

Em cada obra, são consideradas algumas características, tais como propriedades geotécnicas da região, intensidade de tráfego e a interface com o sistema de drenagem. Esses são os fatores que ajudarão a determinar se a pavimentação será flexível, semirrígida ou rígida. Continue lendo para saber mais informações sobre o tema.

Principais tipos de pavimentos

Pavimento flexível

É feito à base de granulares e revestimento asfáltico. Na maioria dos casos, sua colocação é a melhor opção, uma vez que, quando devidamente dimensionado, suporta melhor os esforços de uma via pública, e aceita com mais facilidade a execução de restaurações e manutenção.

Se for especificado de forma adequada, sua vida útil varia entre cinco e dez anos, e também poderá ser redimensionado por meio de reforço estrutural ou recapeamento, de acordo com a necessidade de tráfego.

 

Pavimento semirrígido

Esse tipo de pavimento é executado com a base cimentada e revestimento flexível, apresentando nível de deformação intermediário, superior ao apresentado pelo flexível e inferior ao rígido.

Está presente em vias públicas onde trafegam veículos mais pesados. Por isso, as chances de deformação são maiores. O pavimento semirrígido apresenta uma facilidade maior de manutenção e de implementação, quando comparado ao rígido.

É considerado como uma opção interessante para obras que visam custos menores de execução.

 

Pavimento Rígido

Construído com placas de concreto, o pavimento rígido apresenta exigências menores de manutenção, pois não deforma e é o que menos se degrada conforme o uso. Mas, os custos de implementação são um pouco maiores, pois caso apareça algum problema, a placa de concreto deverá ser substituída.

Sua resistência à ação de combustíveis e óleos liberados pelos veículos é alta. É um tipo de pavimento bastante indicado para locais com grandes cargas estáticas e pontos de frenagem.

Em corredores de ônibus, os pavimentos rígido e semirrígido podem ser combinados. O primeiro pode ser feito em pontos de parada, e o segundo, em trechos da via em que o veículo está em movimento.

Intertravados

Esse é o tipo de pavimento constituído por pequenos blocos de concreto, muito comum em estacionamentos, calçadas e áreas externas de edifícios, assentados diretamente no solo. Seu principal benefício é a permeabilidade, por permitir espaços entre as peças, o que promove a passagem da água da chuva, evitando que haja inundações. Chamado também de pavers, o pavimento intertravado é produzido em diversas cores.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *