BLOG

Seguro de obras: O que você precisa saber antes de contratá-lo

Independente do planejamento feito pelos engenheiros de uma obra, ou o quanto a sua equipe se esforce e seja competente. Sempre haverá o risco de algo sair errado, o que logo poderá expor a obra e os profissionais envolvidos, além de altas quantias financeiras, caso seja preciso ressarcir os prejuízos. Felizmente, foi pensada em uma solução para isso. Estamos falando sobre o seguro de obras, e no post de hoje, daremos mais detalhes sobre o tema. Continue nos acompanhando!

O que é um seguro de obras?

Para garantir o sucesso de uma construção, se alguma coisa sair do controle, é feito um seguro de obras, que possui o mesmo objetivo que os demais seguros, como os de automóveis, por exemplo.

A ideia principal é que, em casos de imprevistos que possam comprometer a obra, a seguradora tenha recursos financeiros para cobrir o prejuízo do ocorrido. Entre os problemas que podem surgir, estão:

  • Acidentes de trabalho;
  • Falha de equipamentos;
  • Desastres naturais.

Cada um desses problemas é responsável por um problema material, e pelos possíveis danos físicos para a equipe.

3 passos para seguir ao contratar um seguro de obras

Ao contrário do que muitas empresas pensam, contratar um seguro de obras não é tão difícil. Na verdade, o processo é bem simples, e você só precisa entender alguns pontos chave. Existem 3 tipos básicos de seguro, sendo eles: obras civis, para danos na construção, instalações e montagem, para problemas em reformas, e quebra de equipamentos.

Após entender os tipos de seguro, é só seguir os passos abaixo:​

Procurar um corretor confiável

Um bom corretor poderá ajudar em diversos aspectos, inclusive a definir algumas das melhores opções de contratação de equipe. Por isso, é importante procurar por alguém de confiança, para ajudar em todo o processo.

Comparar fatores relevantes

Um passo muito importante, antes de decidir qual seguradora contratar, é colocar os fatores mais importantes em uma balança, como por exemplo, a qualidade do atendimento, ou seja, verificar como você será atendido em caso de dar tudo errado na obra, o preço do seguro, buscando aquele que tenha melhor cobertura e valor, e a estrutura de suporte da seguradora, na garantia da cobertura do problema.

Dar entrada nos documentos

Outro passo fundamental é dar entrada na documentação que é exigida pela seguradora. Nesta parte do processo, não existe tanta burocracia. Em geral, os documentos estão em posse do engenheiro, e no caso de grandes obras, talvez seja necessário ter em mãos o projeto, o memorial descritivo e o cronograma financeiro.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *