BLOG

Covid-19: A importância do saneamento básico em tempos de pandemia

Nos últimos meses não têm faltado informações a respeito de medidas preventivas para a Covid-19, doença provocada pelo Sars-CoV-2, mais conhecido como novo coronavírus. Afinal, ainda não existe vacina ou remédio contra a doença, daí a importância de evitar a disseminação do vírus.

Algumas recomendações são polêmicas, como a necessidade do isolamento social. Outras ainda geram certa relutância, como o uso de máscara. Mas todos concordam sobre a importância de manter uma boa higiene para não contrair o coronavírus.

Você já parou para pensar que essa medida preventiva somente é possível com o suporte do saneamento básico? Se ainda não tinha refletido sobre isso, continue lendo para entender como esse serviço é fundamental em meio à pandemia.

A principal medida de prevenção ao coronavírus

Quando se fala sobre prevenção do coronavírus, a primeira recomendação que as pessoas se lembram é lavar as mãos. Afinal, elas são o nosso principal meio de interação com o ambiente, por isso, podem levar o vírus até o organismo por meio do contato com os olhos, a boca e o nariz.

Essa higienização deve ser realizada principalmente com água e sabão, tendo o álcool como suporte quando esses dois recursos não estão disponíveis. Sendo assim, as pessoas precisam ter acesso à água potável para que possam realizar a prevenção.

Então, chegamos a um ponto crucial: como será realizado o acesso a água potável sem o serviço de saneamento básico? Aqui podemos perceber a importância desse serviço em meio à pandemia, uma vez que sem a água as pessoas não conseguem realizar a higiene.

Isso porque estamos nos referindo a apenas um cuidado, porque também é recomendado tomar banho assim que chegar da rua, lavar muito bem as roupas, manter os ambientes e objetos higienizados, além de higienizar as compras e alimentos assim que chegar em casa.

O saneamento básico como medida preventiva

Como você pôde perceber, em todas as medidas preventivas que citamos há necessidade de acesso à água potável. Isso porque ela é o elemento principal para fazer a higiene, tanto pessoal quanto de objetos e dos ambientes, e são as empresas de saneamento básico que garantem esse abastecimento à população.

No entanto, não estamos falando apenas das residências, pois as clínicas médicas e odontológicas, os laboratórios e hospitais também precisam do acesso a esse recurso para cuidar dos pacientes. O mesmo se dá com os órgãos públicos, que têm feito a higienização de espaços comuns nos municípios.

Sendo assim, um dos grandes parceiros no combate da Covid-19 são as empresas de saneamento básico. Mas aqui também vemos o quanto é preocupante o atual estágio que o Brasil vivencia com relação à oferta desse tipo de serviço.

O acesso ao saneamento básico no Brasil

O Brasil foi um dos países mais afetados pela pandemia do coronavírus, com um grande número de casos e mortes em decorrência da Covid-19. Diversos fatores impulsionaram essa complicação, mas queremos chamar a atenção para um aspecto que também evidencia os déficits brasileiros no cuidado com a saúde da população.

Você sabia que 35 milhões de brasileiros ainda não têm acesso à água tratada? Além disso, 48% da população não conta com o serviço de coleta de esgoto, 59% das escolas também não têm esse serviço e apenas 46% de todo esgoto produzido é de fato tratado.

Esses números mostram que o Brasil ainda tem uma rede de saneamento básico muito pequena em relação ao seu grande território e, como você viu, o acesso à água potável é fundamental para fazer a prevenção, mas não apenas da Covid-19, e sim de diversas outras doenças.

Aquelas de origem diarreica estão entre as 10 principais causas de morte em todo mundo, e elas ocorrem justamente pelo contato com a água ou alimentos contaminados por esgoto. Sendo assim, uma das principais medidas preventivas é o acesso ao saneamento básico.

A ampliação das redes de saneamento se faz fundamental. Isso já era evidente antes e se tornou ainda mais expressivo agora, com a pandemia da Covid-19, quando todos precisam de água potável para cuidarem da sua saúde evitando a disseminação do coronavírus. Mas como fazer isso se ela não chegar até as casas?

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *