BLOG

Sustentabilidade: Como descartar corretamente os resíduos pós-obra?

A imagem mostra um caminhão de lixo e um cesto de lixo reciclável ao lado ajudando a sustentabilidade do planeta.

Sabemos que uma obra utiliza diversos tipos de materiais, que ao final, se tornam resíduos que devem ser descartados. Neste caso, um cuidado essencial que deve ser tomado por todas as empresas do segmento construtivo, é o descarte do entulho adequadamente, tanto em termos gerenciais, quanto legais e de sustentabilidade. No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre este tema, para que você saiba como descartar corretamente os resíduos e qual a importância de seu manejo adequado. Continue lendo!

O que pode ser considerado entulho?

Antes de falarmos sobre o descarte, vamos explicar um pouco mais sobre o entulho. Este é nome dado para todo resíduo de uma construção civil, após uma reforma, nivelamento, construções, demolições, entre outros, e geralmente é formado por restos e fragmentos de concreto, como areia, tijolos e materiais inúteis das obras.

Grande parte dos materiais presentes nesses resíduos são direcionados para aterramentos, cobertura de valas, entre outros semelhantes. Mas, também existem formas de contribuir com a sustentabilidade, reaproveitando cada um desses materiais.

Muitos deles podem ser reciclados, permitindo a produção de produtos agregados, como argila, brita e areia. Vale lembrar que, a partir do momento em que esse tipo de cuidado é adotado, são garantidos muitos ganhos, principalmente do ponto de vista ecológico.

A importância do descarte correto

Os resíduos que incluem telhas, blocos e azulejos, quando são descartados de maneira correta, garantem um bom reaproveitamento, e evitam os desperdícios. Além disso, conforme dito anteriormente, podem ser reciclados alguns materiais, como é o caso do papelão, da madeira e do plástico.

Nas duas situações, essa é uma maneira de manter a sustentabilidade nas obras, evitando os descartes sem necessidade, e também os impactos que podem ser causados na natureza.

Quando o entulho não pode ser reaproveitado e nem reciclado, no caso de restos de concreto, pedaços de tijolos, entre outros, eles deverão ser encaminhados para aterros sanitários próprios para essa finalidade.

Também existem materiais inflamáveis, que podem provocar contaminação, sendo eles os solventes e as tintas. Neste caso, é necessário encaminhá-los para áreas de triagem, transbordo ou aterros industriais, que possuem este próprio fim.

Diante disso, é possível dizer que a preocupação com a sustentabilidade, e uma boa gestão de resíduos nas empresas de construção, podem garantir que menos produtos sejam desperdiçados, e que a natureza e a saúde humana sejam preservadas.

Gostou do post? Comente abaixo e compartilhe!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *