PT   |   EN
Logo da Etesco Construções

O que é infraestrutura e quais os principais tipos existentes?

Atualizado em 13/07/2021
Tempo de leitura: 3 min.

A Infraestrutura é caracterizada como o conjunto de serviços necessários para o desenvolvimento das atividades socioeconômicas de um país, tais como o saneamento, energia, telecomunicação e transporte.

A imagem mostra homens em cima de estruturas de construção.

Gostaria de saber um pouco mais sobre este assunto, bem como os principais tipos de infraestrutura existentes? Então, continue acompanhando o post de hoje!

Os serviços que fazem parte da infraestrutura

Conforme dissemos, a infraestrutura é formada, basicamente, por sistemas de saneamento, energia, transportes e telecomunicação.

Desta forma, então, podemos dizer que fazem parte da infraestrutura os seguintes serviços:

  • Aeroportos;
  • Portos;
  • Usinas hidrelétricas;
  • Rodoviárias;
  • Sistemas de telecomunicação;
  • Ferrovias;
  • Rede de distribuição de água;
  • Coleta de água pluviais;
  • Tratamento de esgoto;
  • Gás canalizado, entre outros.

E quais os principais tipos de infraestrutura?

Para que o nosso país consiga integrar as cadeias de valor, é preciso investir em setores básicos, como esses que destacamos acima. De uma maneira um pouco mais detalhada, explicaremos melhor cada tipo de infraestrutura e como se comportam. Confira a seguir!

Infraestrutura econômica

A infraestrutura é algo essencial para que a economia de um país se desenvolva da melhor forma possível. Assim sendo, quando ocorre uma melhoria na infraestrutura econômica, diversos segmentos de produção são impactados diretamente, entre eles indústrias, bens e serviços.

Infraestrutura urbana

Conjunto de serviços básicos de uma cidade, como a água, luz, gás, transporte público em geral (rodovias, portos, ferrovias, etc.) e a rede de esgoto, que são os principais sistemas e indispensáveis para melhorar a qualidade de vida da população.

Infraestrutura industrial

A indústria é considerada como uma das partes mais beneficiadas pelo desenvolvimento da infraestrutura. Isto porque ela contribui diretamente para a cadeia produtiva e distribuição de cargas.

Infraestrutura de transportes

Esse tipo de infraestrutura corresponde aos sistemas de transporte que já citamos acima, como os portos, aeroportos, rodovias, hidrovias e ferrovias.

Com relação às rodovias, o Brasil é um dos países que apresentam maior dependência de modal para que o transporte de cargas aconteça.

Já o setor ferroviário avançou muito com a conclusão do trecho principal Norte-Sul, depois de décadas de promessas e tentativas de entrega.

Mas, por outro lado, houve uma baixa conectividade e a preponderância do minério de ferro virou responsável por quase 80% da movimentação, sendo que mais de 30% da extensão dos trilhos brasileiros são inutilizados.

Por sua vez, os aeroportos englobam um programa de concessão aeroportuário, que pode ser considerado como a experiência recente mais bem-sucedida de infraestrutura. O país atualmente conta com 22 aeroportos operados pelo setor privado.

E por fim temos os portos. Todos os portuários marítimos e fluviais brasileiros são operados por agentes privados, porém a infraestrutura dos grandes portos permanece sob responsabilidade da Companhia Docas, isto é, estatais com baixo nível de eficiência na administração.

Infraestrutura de telecomunicações

A infraestrutura de telecomunicações leva em consideração o funcionamento do sistema de redes como satélites e redes televisivas e telefônicas, que permitem a comunicação de todos.

Ao melhorar essa parte da infraestrutura, ocorre o desenvolvimento de soluções digitais para superar os grandes desafios que o país ainda enfrenta em áreas como educação e saúde, por exemplo.

Infraestrutura de saneamento

Aproximadamente 35 milhões de brasileiros não possuem acesso a água tratada e metade da população não tem acesso direto a coleta de esgoto. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), dos 5.570 municípios, cerca de 34,7% ainda conseguem registrar epidemias ou endemias relacionadas à falta de saneamento.

O que fazer para melhorar a infraestrutura?

Primeiramente, para que a infraestrutura de uma cidade melhore, é necessário investir nos serviços essenciais para a população, ou seja, o transporte, a distribuição de água, rede de esgoto, telefonia, entre outros já citados.

Isso ajudará a atrair investimentos, gerar empregos e aumentará a competitividade do país diante do mercado internacional e da melhoria dos serviços públicos para a sociedade, fazendo com que o país cresça economicamente.

Mas, vale lembrar que para isso acontecer é preciso um esforço urgente na ampliação e melhoria da qualidade da infraestrutura já existente em nosso país, algo que exigirá um investimento público e privado de grande eficiência.

Entre as ações a serem executadas está a criação de parcerias com a iniciativa privada para poder captar investimentos, mudanças nas legislações, concessões de aeroportos, redução de custos, entre outros.

Agora conte-nos o que você sabia sobre a infraestrutura no Brasil e se está de acordo com a sua melhoria. Deixe um comentário abaixo e compartilhe o conteúdo! Até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estudo de viabilidade econômica é uma análise realizada antes do início de uma obra, que verifica se determinado projeto poderá ser lucrativo. ENTENDA MELHOR!
Ler Mais
As patologias na construção civil são caracterizadas como problemas que podem acometer as matérias-primas de um empreendimento. Conheça as principais e descubra como evitá-las!
Ler Mais
1 2 3 37
Logo | Etesco Construções
Contato
+55 (11) 3735-1555
+55 (11) 3020-1250
etesco@etesco.com.br
Trabalhe Conosco
© ETESCO, 2021. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por SuryaMKT
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram