BLOG

Patologias na construção civil: conheça as principais

As patologias na construção civil são as chamadas ‘doenças’ das edificações, ou seja, possíveis danos que, ao surgirem, indicam que a obra não anda bem. Mais do que um impacto psicológico negativo, as patologias desvalorizam o imóvel e geram despesas.

No post de hoje, vamos destacar para você as principais patologias na construção civil. Acompanhe!

Tipos de patologias na construção civil

São várias as patologias na construção civil, e que apresentam diferentes origens. Sendo assim, enquanto algumas são naturais e surgem ao longo do tempo, outras ocorrem por falhas durante a elaboração do projeto. Entre as principais patologias, estão:

Fissuras e rachaduras

As fissuras costumam surgir de forma pacífica, com espessura de até 0,5 mm. Em geral, surge nas faces de alvenaria, tijolos ou argamassas (reboco), por conta da retração do material. Já as rachaduras, aparecem devido a incapacidade de resistência dos materiais.

Infiltração

Esta é considerada a pior das patologias na construção civil. A infiltração causa estragos imensos, a começar por mofo e bolor, que destroem a pintura, provocando danos nas paredes e materiais metálicos.

Deterioração do concreto

Ocorre devido à perda da capacidade de resistência do material, quando, em função da aglutinação entre cimento e os demais materiais, a pasta de cimento se desfaz.

Corrosão das armaduras de aço

Essa é mais uma patologia que podemos destacar. A corrosão das armaduras do concreto ocorre devido ao fenômeno chamado carbonatação, por conta de agentes químicos.

Como evitar essas patologias?

Seja qual for a patologia, lembre-se de que será necessário tomar providências urgentes. Uma vez que os riscos são graves, o ideal é procurar profissionais especializados para avaliar a situação, e assim descobrir como solucionar o problema.

Se você gostou do conteúdo, mas ainda apresenta dúvidas, deixe um comentário abaixo! Aproveite também para compartilhar nas redes sociais.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *